Por que níveis de aquecimento são relevantes para compreender os impactos da mudança do clima?

“Quando se discute nível de aquecimento, se busca quantificar o impacto do aquecimento global de 1,5 graus ou 2 graus [a mais], se comparado aos níveis pré-industriais”, explica o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCTI), Lincoln Alves, responsável por coordenar os estudos climáticos para a Quarta Comunicação Nacional do Brasil. 

Por que níveis de aquecimento são relevantes para compreender os impactos da mudança do clima?

As análises para Impactos, Vulnerabilidade e Adaptação (IVA) da Quarta Comunicação Nacional do Brasil à Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC, na sigla em inglês) foram elaboradas considerando cenários baseados nos níveis de aquecimento global, ou seja, quais as implicações para o Brasil quando as temperaturas médias do planeta ficarem 1,5°C, 2°C ou 4°C mais altas. Ao apresentar os resultados considerando os Níveis de Aquecimento Específico (Specific Warming Levels, SWL na sigla em inglês), o país alinha-se à discussão internacional, em especial ao Acordo de Paris.

“Quando se discute nível de aquecimento, se busca quantificar o impacto do aquecimento global de 1,5 graus ou 2 graus [a mais], se comparado aos níveis pré-industriais”, explica o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCTI), Lincoln Alves, responsável por coordenar os estudos climáticos para a Quarta Comunicação Nacional do Brasil. 

Veja a matéria completa no link do Ministério: Por que níveis de aquecimento são relevantes para compreender os impactos da mudança do clima?

Mais Notícias sobre AdaptaBrasil MCTI

AdaptaBrasil MCTI

Conheça o AdaptaBrasil

29/10/2021 - 10:04
 A plataforma foi expandida e passa a abranger todo o território nacional, oferecendo informações técnico-científicas robustas para todos os 5.568 municípios brasileiros.
 A plataforma foi expandida e passa a abranger todo o território nacional, oferecendo informações técnico-científicas robustas para todos os 5.568 municípios brasileiros.